READING

Semana da Produção Musical | Fabio Ape comenta o p...

Semana da Produção Musical | Fabio Ape comenta o processo criativo de suas faixas

Por Fabio Ape

Nascido e criado no Brasil, me sinto feliz por estar sempre em movimento, o que me impede de ficar apenas criando uma base de música atras de uma tela de computador. Com o passar do tempo ja morei em diversas cidades (Campinas, São Paulo, Floripa) e sempre tiro como referência as paisagens de onde estou vivendo e aonde estou naquele momento.

Levo então para o estúdio uma ideia pré-criada de onde eu poderia estar tocando aquela musica: uma pista de dança, filme, instalação, etc. A criação parte da minha vivência. Hoje em dia com auxílio de máquinas como Electribe ER1, Maschine MKII e Roland MC303, juntamente com os softwares Ableton Live e Logic Pro X, tenho a base para criação das minhas produções.

Resultado de imagem para Electribe ER1

Trabalho com um set up que me permita, atraves do Ableton, rotear 8 canais no qual separo 3 (para instrumentos externos) e 5 para clips de áudio no DAW. Abro também equalizadores em cada canal, deixando-os independente. O clock esta no software também. Nesses canais (5) eu uso texturas, ambiências ,harmonias, pads, gravações externas e outros elementos para mixar com os canais externos de instrumento.

Com o Logic Pro X, já trabalho com Channel Strips salvos aonde consigo dar uma profundidade ao som e usar também instrumentos nativos do mesmo, como reverb, delays e também sua parte de pedais. Com isso, também trabalho com massas sonoras pelo live, aonde crio as harmonias e melodias sem batida, quando então envio estes clips de áudio para o Ableton Live e com Electribe e Maschine faço a mixagem dos clips e instrumentos

Por ultimo, quando tenho tudo pronto, Midi/Audio no tempo certo, começo o trabalho de mixagem pelo Logic Pro usando plugin nativo e também pack da Waves, com equalizador multi banda, compressor e limiter. Uma coisa que faço na hora de criação é dividir a ideia em partes e ir gravando takes, certas baterias e tudo mais, além de ir criando loopings. Hoje em dia com a MC303 da Roland, mixo com outros canais formando camadas e desenvolvo assim a parte estrutural do som.

Resultado de imagem para MC303 da Roland

No Ableton Live a opção de gravar tudo em modo resampling me dá uma liberdade. Fosto de usar plugins externos como o Reaktor e ir gravando ele ao vivo. Isso dá uma sensação diferente de apenas gravar um clipe Midi/Audio e ir misturando com texturas e batidas de instrumentos analógicos e cria sonoridades incríveis. Gosto também de iniciar com um sample que contenha uma gravação pessoal. Tenho um acervo grande de músicas peculiares e gosto de tirar amostras de algumas delas. São como uma homenagem, poucos segundos, mas com um significado extremo.

Criar formas de trabalho que diminuem o tempo no estúdio e usar isso de formar positiva é indispensável. Identificar quais são os plugins preferidos e estuda-los sempre também. A evolução é constante, todo dia é necessário fuçar algo e buscar dominar as ferramentas.

Bom, espero ter ajudado. Muito obrigado e boa criação a todos!

A música conecta as pessoas!


Equipe de reação do portal Alataj, focada em levar conteúdo cultural ao público antenado na música eletrônica.

RELATED POST

INSTAGRAM
SIGA-NOS