Uma das grandes promessas do techno nacional atende pelo nome de tarter. Ano passado, tudo se transformou em uma velocidade impressionante na carreira do DJ e produtor catarinense, que em pouco tempo viu seus lançamentos caírem nas graças de nomes como Richie Hawtin, Sam Paganini, Joseph Capriati e Renato Ratier. Na atual temporada, ele já passou por alguns dos clubs mais importantes do Brasil, rodou estados levando sua música e agora se prepara para uma nova jornada de lançamentos. Antes disso, convidamos Emílio para contar a sua primeira experiência como DJ profissional, uma história divertida que você confere abaixo. A música conecta as pessoas!

Com a palavra, tarter:

“Antes de receber um cache por um gig e ser valorizado como uma atração de um evento, tocar em festas de amigos por hobby ou em afters de eventos sempre foi minha alegria. Muito antes de fazer o curso e aprender a discotecar já fazia minhas pesquisas musicais e ao invés de tocar sets em festas, colocava minha playlist. Com o passar do tempo, fui me encorajando a aprender mais sobre a arte até me tornar um DJ.

Após inúmeros momentos em festas de amigos surgiram alguns convites para tocar em eventos aberto ao público. Com isso me senti obrigado a aprender tudo sobre a técnica de um DJ. Fiz um curso na AIMEC e só após isso aceitei eventos oficias.

Foi ai que alguns amigos que promoviam um evento chamado Beats For Friends aqui em Brusque e região, me convidaram para tocar e fazer minha estreia oficial como artista, com um dos melhores horários da noite, casa cheia, muitos amigos para me prestigiar e o nervosismo fazendo minhas mãos suarem. o evento foi dia 06 de Abril de 2013 aqui em Brusque na extinta GRAU. A festa foi sold out e dai pra frente confirmei que era isso que eu queria levar para o resto da minha vida.”