READING

non-blasé – Alguns lugares são como músicas...

non-blasé – Alguns lugares são como músicas

O Storm King Art Center é um museu que fica a mais ou menos uma hora e meia de NY (diz uma hora no site, mas o ônibus para no Woodbury Common Outlet então sempre deixe uma janela de meia hora aberta.) Você pode ir de trem, carro, ônibus, ou qualquer outro método de transporte que quiser – nunca se sabe né. O museu fica no Hudson Valley e é basicamente um parque criado com único propósito de expor esculturas magnificas no meio da natureza. É especialmente bonito durante o outono, com as folhas alaranjadas e o contraste das estações tornando o cenário ainda mais atrativo em combinação com a arte apresentada. Abre do dia 31 de março até o dia 29 de novembro todo ano (fecha uma hora antes durante o mês de Novembro.) Infelizmente não está aberto durante o inverno, por motivos óbvios de que a arte estragaria na neve, mas ainda restam uma semana e meia para quem estiver por NY e quiser visitar. Caso contrário, vale a pena anotar na listinha do que fazer! Passei o último Domingo com a minha melhor amiga lá e por 46 dólares pagamos ida e volta de ônibus e o ingresso, valor que compensa pelo o que o museu oferece.

O Storm King Art Center é, honestamente, um dos lugares mais lindos que eu já vi e tive um dia de felicidade pura. Claro que a companhia faz toda a diferença, mas o parque tem uma energia contagiante que parece afetar todos andando por ali. Não é muito lotado, tem crianças correndo por todo o lado, famílias curtindo piqueniques e casais felizes de mãos dadas. Arte tem um jeito especial de personificar o conceito da ênfase de vozes individuais, enquanto gera-se um coletivo e esse e museu tem um jeito bem único de ressaltar esse fato. Enquanto eu e minha amiga fazíamos conexões com as esculturas que estávamos vendo e outras ideias, vi crianças desenhando representações do que elas viam com pedaços de madeira, amigos discutindo o significado por trás da arte e estudantes de arte desenhando versões lindas das paisagens.

Alguns lugares são como músicas e para mim o Storm Art King Center é como escutar o remix do RAC de Sweet Disposition no repeat. Sabe aquele momento que o protagonista do filme descobre que vai dar tudo certo e ele/ela está dirigindo na estrada olhando para o mar com vento no rosto? Então. Isso mesmo. Esse lugar é cheio de vida, então traga boas energias se decidir visitar e escolha sua música com sabedoria.

Siga a Georgia no Instagram
Acompanhe o Non-Blasé no Facebook
E não deixe de ler os posts originais em inglês, aqui.


Georgia Kirilov é estudante de jornalismo e história da arte e acredita que criar é um ato político. Escreve sobre as nuances e sutilezas no caleidoscópio da música eletrônica sempre colocando-o em paralelo com o contexto social e político dos locais por onde passa e explora.

RELATED POST

INSTAGRAM
SIGA-NOS