Muito se fala no mundo da música eletrônica a respeito de construção de identidade. Nesse aspecto o DJ e produtor paulistano Davis, pode marcar uma estrelinha, pois o trabalho desenvolvido até aqui é digno de muito respeito.

Como se não bastasse a identificação que Davis já havia construído ao redor de seu som, seus projetos paralelos – gravadora, festa – chegaram para encaixar, somar e completar uma proposta que tem encantado a todos que a encontram, seja na pista, nos fones de ouvido ou pelas mãos de grandes DJs ao redor do mundo. Semana passada, foi ao ar o terceiro release da In Their Feelings – label gerenciada por Davis e Zopelar. Após grandes obras de Zop e Sebastian Voigt, Davis entregou um EP sólido, com características melódicas, envolventes e bastante criativas, do jeito que esperamos que a música eletrônica precisa ser.

Também na semana passada conversamos com o autor do EP Ewer. Davis falou sobre o processo criativo do disco, que já vem sendo tocado por Âme, Eagles & Butterlflies e Mano Le Tough. Confira baixo suas palavras e deixe rolar as 4 lindas faixas do release. A música conecta as pessoas!

Com a palavra, Davis:

Bem, praticamente 90% dos beats do EP são da 808. A presença marcante dos sons do ARP 2600 deram a ideia pra esse release, onde buscamos construir tracks que soassem o mais próximo possível de uma jam session e que trouxesse a mágica desse momento genuíno de “começar” uma faixa em músicas sólidas e bem contruídas com elementos clássicos.

Usamos um setup bem parecido com o do disco do Sebastian (808 + Arp2600 + Juno60 + SH101), já que ele produziu o disco dele aqui conosco… Então temos bastante semelhança nos discos, nos timbres de drum.

O tempo de composição foi rápido também, uma semana aproximadamente. Depois passamos alguns meses testando e acertando algumas edições até a mix. Levamos as músicas para alguns amigos, com os feedbacks ficamos bastante confiantes em lançar o EP e felizes em ver artistas que admiramos tocando as faixas.