A primeira semana de Julho começa com opções para todos os gostos. Talentos brasileiros, techno SCI+TEC com dubfire no comando, nova geração da house music e abordagens interessantes dentro do tech house. Caprichamos e compilamos as melhores novidades da semana que abre o segundo semestre. Ao invés de cair no clássico clichê e falar aos quatro ventos que ano está passando voando, que tal curtir essa parada musical com a gente? Here we go:

Various Artists – Arpejo Remixes // 9,0

O excelente álbum de remixes para Arpejo, debut album do produtor paulista Monobloq, foi lançado essa semana pela Nin92wo. No time, nomes promissores da cena brasileira como Victor Enzo, Against The Time, Mumbaata, MOOV e Binaryh. Destaque para o conjunto da obra e curadoria de produtores para o release.

Green Velvet, Prok & Fitch – La La Land // 8,0

A clássica La La Land do icônico Green Velvet foi remixada pelo duo britânico Prok & Fitch. Ben Prok e James Fitch criaram uma versão com bastante potencial de pista e caracterizada por batidas bem marcadas com destaque para o vocal da faixa original, que segue bem nítido nessa produção.

Riva Starr, Zanillya – The Wickedest Sound EP // 8,0

Outro destaque do tech house na sessão de lançamentos do Beatport essa semana é o primeiro release da Brock Wild. O EP 001 do selo é composto por duas faixas originais. Destaque para a forma criativa como elas foram criadas e para o break surpreendente de Pull Up.

Justin Jay, Josh Taylor, Jamie Jones – Pussy Pop // 7,5

Justin Jay e Josh Taylor são os autores faixa original que dá nome ao novo EP da Emerald City, uma espécie de sub-label da Hot Creations. O EP é bem construído e apesar de não apresentar grandes novidades, tem nuances interessantes para o dancefloor, principalmente na versão original. Jamie Jones colabora com uma levada mais acelerada na casa dos 128 bpm em seu remix.

dubfire – Dust Devil // 8,0

O chefão da SCI+TEC, dubfire, volta a lançar pelo seu próprio selo apresentando o EP Dust Devil. O lançamento chega as plataformas digitais com uma faixa original e um remix de Maksim Dark (produtor russo com passagem por Senso Sound e Octopus Recordings) para Rabid – outra faixa de dubfire. Destaque para versão de Maksim, que apresenta melhor equilíbrio e disposição de elementos.

DJ Boring – Sunday Avenue // 9,0

O misterioso DJ Boring volta a aparecer em destaque, dessa vez pelo tradicional selo nova-iorquino Let’s Play House, gerenciado por Jacques Renault. O britânico deixa bem claro seu estilo ao decorrer das 3 faixas originais do EP – batidas cadenciadas e  baterias bem construídas. Destaque para a faixa-título.

A música conecta as pessoas!