Semanalmente nós mergulhamos nas novidades presentes nas maiores plataformas digitais de música eletrônica e separamos um pouco do que há de melhor e mais relevante para você. Grandes lendas das cenas house/techno, artistas em ascensão e produtores brasileiros… todos tem espaço nesse canal que nada mais é um braço do Alataj para conectar pessoas e artistas através da nossa maior paixão: a música. Ouça nossa compilação referente a terceira semana de janeiro:

Wade – Raveolution // 8,0

O novo EP do espanhol Wade traz algumas de suas características mais marcantes: energia e pressão de pista. RAVEolution e Blow Ya Faces Off são duas faixas totalmente focadas no dance floor e merecem destaque por estarem fora dos clichês clássicos do gênero. O release saiu pela Sola, label que já trabalhou com nomes como CamelPhat, Solardo e Prok & Fitch.

Kerri Chandler – Rain, Dense & Pik Remixes // 8,0

Originalmente lançada em 2007 pela Nervous Records, Rain é aquele tipo de faixa que não deve ser remixada, mas que volta e meia alguém tem a ousadia de fazer isso e até que faz bem. A dupla Dense & Pika, conhecida por suas faixas de techno, imprimiu um bom trabalho em suas duas versões, mas ainda assim não há como compara-las com a original mix.

Claptone – In The Night // 7,0

A nova faixa do misterioso Claptone leva os vocais de Ben Duffy e saiu essa semana pela Different. In The Night é um deep house pop, sem a essência que consagrou o projeto em faixas como No Eyes ou Heartbeat. O destaque fica para o excelente trabalho de business que a equipe por trás dá mascara de Claptone tem realizado até então.

John Tejada – Autoseek // 9,5

O americano John Tejada lançou essa semana pela Kompakt seu novo trabalho. Autoseek é um single que carrega em suas batidas uma construção criativa e fora do padrão. A faixa se desenvolve com bastante sutileza e entrega ao ouvinte uma experiência diferente. Sem dúvidas, um som moderno e autêntico.

Nathan Fake – Sunder // 8,5

Nathan Fake, figurinha carimbada da Ninja Tune, voltou a aparecer pelo label britânico com Sunder, seu novo single. Estranhona e futurista como Nathan e a Ninja Tune costumam ser, a faixa pode assustar o ouvinte mais desavisado, mas ela tem seus pontos altos e deve ser um marco importante na carreira do produtor britânico.

A música conecta as pessoas!