Por Thiago Guimarães Toniatti

Salve salve Gear Lovers. Cá estou eu em minha segunda participação, trazendo para vocês as novidades do mundo das máquinas – e dessa vez com uma ótima notícia. Finalmente, após muitos anos, a gigante ROLAND está lançando um sintetizador analógico, o ROLAND SE-02.

Resultado de imagem para ROLAND SE-02.

Sempre fui uma pessoa ressabiada com a Roland, para dizer o mínimo. Nunca me entrou na cabeça uma marca que revolucionou a indústria da dance music ao lançar verdadeiros monstros, como Juno-6, Jupiter-8, e as drummachines 303, 808, 909 – todos analógicos – ter descontinuado suas máquinas e começar para investir numa linha “boutique” 100% digital.

Nada contra a linha boutique, até que ela tem o seu valor por ser compacta e barata, mas pensa comigo: 98% das músicas das décadas de 80 e 90 tinham em suas trilhas algum timbre ANALÓGICO da Roland. Olha a efervescência sonora que foram essas décadas – muito em decorrência do contexto sócio cultural, claro, mas muito também pelo espectro sônico que as máquinas ofereciam. Peguemos, por exemplo, a clássica tb303. Álbuns inteiros do Chemical Brothers foram lançados usando basicamente a 303. E o que diríamos do acid house? Será que o mesmo existiria se não fosse a 303? That’s the point!

Resultado de imagem para Roland-Synthesizer-Chronicle-2010

Tendo sido os pormenores devidamente esclarecidos, resta a pergunta: Por que cargas d’água a Roland descontinuou os seus analógicos para investir numa linha 100% digital que “imita” os analógicos?

 

Na minha humilde opinião a Roland estaria a barrar a evolução sônica da humanidade. A busca desenfreada pela venda de produtos, cada vez mais descartáveis, havia superado a vontade de produzir equipamentos complexos e únicos. Porém, existe uma luz no fim do túnel!

A marca japonesa, em parceria com a Studio Eletronics, acaba de anunciar o SE-02.  Lets take a look!

Saiba mais aqui.

São 03 osciladores analógicos, com 06 diferentes waveforms, associados a um 24 dB low-pass filter e um dual stage amplifier. Teremos, ainda, um sequencer, possibilidade de cross modulation (XMOD), LFO, noise generator e mais uma porrada de preset. Ta bom pra você ou quer mais? Obrigado Roland, por voltar a acreditar no mercado dos analógicos. Well done!

A música conecta as pessoas!