READING

O que faz a tecnologia da Pure Groove tão especial...

O que faz a tecnologia da Pure Groove tão especial?

Já há alguns anos, os soundsystems se tornaram mais chamativos e atrativos, transformando-se pouco a pouco em um dos grandes headliners que um evento de música eletrônica pode ter. Nesse processo, até cor e design arrojado eles ganharam, contrariando um longo histórico de perfil mais discreto oriundo do século passado. Entre os destaques dessa nova fase capitaneada por tecnologias mais modernas e eficientes nos equipamentos de som, figura a Pure Groove, produto desenhado pela Danley Sound Labs, uma das companhias mais tradicionais em tratamento de áudio nos Estados Unidos. Tom Danley, líder da empresa, é um ex-engenheiro da NASA e o principal responsável pelo desenvolvimento deste atual projeto.

Resultado de imagem para pure groove sound system

Após trabalhar com a agência espacial americana, Danley dedicou seu tempo e conhecimento para construção de um sistema de som inovador e potente – no passado, Thomas chegou a trabalhar na aparelhagem de shows de nomes como Michael Jackson e U2. Atualmente, seu foco está na Pure Groove, um dos modelos mais diferenciados do mercado internacional e que desde meados de 2016 também está disponível no Brasil.

Mas o exatamente torna a Pure Groove tão especial dessa maneira? Nós temos a resposta: a forma como seus múltiplos drivers de som estão posicionados. Tradicionalmente, sistemas de sons acabam gerando uma certa interferência interna por conta do posicionamento dos alto falantes. No caso da PG, esses drivers são posicionados de forma estratégica com diferentes bandas de frequência, o que faz com que as caixas se comportem de maneira mais agrupada e consequentemente, sinérgicas.

Eventos com soundsystem Pure Groove ainda não são tão comuns aqui no Brasil, especialmente na região Sul. Entretanto, no próximo dia 8 de Dezembro, a Seas recebe uma leva completa de aparelhos da marca para sua edição especial de 2 anos, que está sendo assinada justamente pela Pure Groove. Mais informações sobre o evento aqui.

Vale lembrar que um som de qualidade e bem ajustado é um dos fatores mais importantes para criação de uma experiência adequada para o público no dancefloor. Um soundsystem forte pode salvar uma festa com estrutura mediana, mas um soundsystem mediano não consegue tornar melhor a experiência de uma festa de grandes proporções. Para saber mais sobre a edição da Seas que recebe Hector Couto, Ney Faustini e Carrot Green no começo do mês que vem, acompanhe nossas redes para receber em primeira mão alguns conteúdos especiais que estamos projetando para o evento.

A MÚSICA CONECTA.


Alan Medeiros é publicitário, sócio-fundador do Alataj e nome por trás da Beats n' Lights Management.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS