READING

O que esperar do Supercool na Tribaltech 2018?

O que esperar do Supercool na Tribaltech 2018?

Tribaltech 2018 Enlighten está confirmada para o dia 22 de Setembro no espaço multicultural Usina 5 em Curitiba. Consolidada como um dos principais festivais do Brasil, a TT caminha para o segundo capítulo de uma nova e importante marca criada pelo festival. Estamos falando do Supercool Stage, apresentado no ano passado.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Com sonoridades mais conectadas à house e à disco music, a atmosfera da pista foi muito elogiada em sua primeira edição, tanto pela musicalidade ainda pouco explorada nos grandes festivais brasileiros como pelo clima mais descontraído, se comparado aos sons intensos apresentados nos outros palcos de música eletrônica. Depois de um debut com line-up 100% nacional, na edição Enlighten dois grandes artistas internacionais chegam para dar um brilho ainda mais especial ao palco: Fred P Medlar.

Apesar de sua recente inserção na Tribaltech, a house music é uma velha conhecida dos eventos da T2 em Curitiba. Através do Club Vibe, vários artistas importantes do estilo já passaram pela cidade e por isso há uma forte base para o desenvolvimento de um projeto como o Supercool. Diferentemente de outros stages, que possuem uma atmosfera mais tecnológica, séria e por vezes obscura, este palco detém um perfil alegre, vibrante e orgânico, exatamente na mesma sintonia dos artistas que se apresentam por lá.

Vale lembrar que as bases históricas da dance music, house e disco, exercem forte influência sob uma grande gama de movimentos musicas e artistas contemporâneos do estilo. Nas pistas brasileiras, essa levada de som costuma funcionar muito bem, especialmente se levarmos em consideração o fato de sermos um país latino, vibrante por natureza e adepto a uma construção musical nessa mesma linha.

Alguns dos destaques nacionais do Supercool stage esse ano incluem Biel Précoma, residente do Club Vibe e um dos embaixadores do estilo em Curitiba; Caio T & Gui Scott, nomes por trás do aclamado coletivo paulistano Gop TunDani Souto, o faraó da Discoteca Odara; Carrot Green, DJ e produtor que aos poucos começa a se tornar conhecido a nível nacional e internacional; Renato Cohen, famoso mundialmente pelo seu techno mas dono de uma grande bagagem frente a house disco; Joutro Mundo, produtor brasileiro famoso por seus edits e dono de um importante release pela britânica Midnight Riot; e Cauana, talento regional que tem no palco da Tribaltech uma das grandes aparições de sua carreira até aqui.
Na ala gringa, Medlar representa o talento dessa nova geração lo-fi house enquanto Fred P chega com o status de lenda – realmente merecido. Outro destaque para edição desse ano é o espaço onde o Supercool será montado, maior e melhor qualificado se comparado ao do ano passado. Você já sabe, mas não custa lembrar, mais informações sobre o palco e todo festival podem ser encontradas aqui.
A MÚSICA CONECTA.

Alan Medeiros é publicitário, sócio-fundador do Alataj e nome por trás da Beats n' Lights Management.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS