READING

Henry Saiz se destaca no Garden, enquanto Nastia e...

Henry Saiz se destaca no Garden, enquanto Nastia e D-Nox fazem bela dobradinha no Inside.

O feriado de Páscoa no Warung esse ano teve apenas uma data. Ano passado a tradicional noite com Hernan Catanneo e o Diynamic Festival, nos levaram a dizer que o feriado seria lembrado daqui a 10 anos, passado um ano daquela data, a lembrança é guardada com muito carinho em nossos corações.

Mas falemos de 2015. Um line up de qualidade foi anunciado para o feriado, as voltas de Nastia e D-Nox eram considerados os destaques e de um modo geral, as principais estrelas da noite foram muito bem.

Começamos falando do Inside, famosa pista do club que recebeu uma certa incoerência (compreensível) em seu set times. Du Serena e Gabe abriram a pista. Du, um dos profissionais mais respeitados do mercado atual, foi bem. Apesar de não ter as características de um bom artista de warm up, progrediu legal e entregou a pista de forma coerente para Gabe. Ao nosso ver, Gabe encerrava uma festa, e a partir de D-Nox se iniciaria outra. Como um dos maiores artistas do Brasil, Gabe tem uma legião de fãs, que estavam ali na pista para ver o que se espera dele. Um set dentro do esperado, inclusive com algumas tracks que marcaram a apresentação dele em Dezembro. D-Nox assumiu e a partir de então, podemos falar da noite em sintonia com a apresentação de Nastia. Ele e a bela ucraniana desenvolveram excelentes papeis. Especialmente apostando no Techno, mas com alguns excelentes momentos de Tech House e até House. O que se viu foram dois artistas amando o que faziam em cima do palco e por isso fazendo bem feito.

No Garden a noite era dedicada ao selo Ganzá Music. Chegamos a tempo de assistir ao trio The Drone Lovers, composto por 3 verdadeiros músicos. Se é sempre bom ver Davis em ação no templo, fica melhor ainda quando ele está acompanhado de um artista do calibre de Pedro Zopelar, mais uma belíssima apresentação pra conta. Henry Saiz, era um ponto de interrogação para muitos. Para nós, o artista que mais despertava curiosidade na noite. Quem acompanha seu trabalho como Diretor do El Laberinto na Radio3 sabe o mix de influências que ele pode utilizar. Henry é um excelente artista e um dj de boa técnica, entendeu como poucos costumam entender a atmosfera do Garden e colocou a pista no que costumamos chamar de hipnose. Impossível negar que duas horas foram muito pouco para ele. Hipnose quebrada pelo Funky Fat, que ganhou a missão de encerrar o Garden. Nos primeiros minutos de set uma troca considerável de público aconteceu, mas a pista se manteve em bom número e no fim o quarteto conseguiu executar uma apresentação boa para o momento.

As próximas 3 noites do Templo unem passado glorioso e apostas. Promessa de explosão com Dixon (18/04), Diynamic Festival (01/05) e a volta empolgante de Dubfire (16/05). A música conecta as pessoas!

Fotos: Gustavo Remor

Agradecimentos especiais a Image Care.


Alan Medeiros é publicitário, sócio-fundador do Alataj e nome por trás da Beats n' Lights Management.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS