READING

Special Series | House music com DNA africano: Bla...

Special Series | House music com DNA africano: Black Coffee vem aí!

O Carnaval brasileiro é um dos feriados que mais movimenta o cenário eletrônico nacional. A cada nova temporada artistas do primeira escalão da dance music aterrizam nos principais clubs do país trazendo um pouco do que há de mais fresh na cena. Esse ano, uma estreia em especial chama a atenção: Black Coffee.

O DJ e produtor sul-africano se tornou um nome conhecido pela sua habilidade de desafiar padrões ligados a conceitos de gênero musical. House? Afro beat? Disco? Pop? Black Coffee flerta com todos eles e entrega as pistas uma mistura que tem ar profundamente futurista, mas não se desconecta com as raízes do DJ e produtor nascido em Durban e criado em Mthatha.

Sua carreira teve start em 1995 e desde então já foram lançados 5 álbuns de estúdio, além de um DVD ao vivo gravado em Joanesburgo. Todos eles tiveram como ponto de partida seu próprio label, Soulistic Music, que desde 2002 tem sido sua base para toda evolução na dance music. A experiência no Red Bull Music Academy Cape Town em 2004 serviu como uma espécie de divisor de águas na carreira: desde então ele aprofundou sua pesquisa frente a cultura DJing e com o tempo veio a se tornar o principal produtor de música eletrônica da África.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e área interna

Uma das características mais marcantes de seu background artístico é a forte ligação com o jazz. Nkosinathi, seu nome de batismo, especializou-se no estilo na Durban University of Technology e posteriormente trabalhou com a cantora Madala Kunene. No começo do século, ao lado de outros dois amigos fundou um trio de afro-pop chamado Shana, com raízes musicais fortemente ligadas a sons africanos. Alguns dos labels que Black Coffee já colaborou incluem Crosstown Rebels, Get Physical, Defected e Universal Music. O DJ e produtor sul-africano também já flertou com grandes ícones do pop e possui uma colaboração com Drake em seu último álbum, More Life.

No domingo de Carnaval, Black Coffee debuta no Garden do Warung e nos presenteia com uma oportunidade rara de presenciar as ricas raízes musicais africanas em combustão com a real house music. Em um dos principais carnavais eletrônicos do país, Nkosinathi certamente sentirá o clima de festa que paira por todo Brasil para entregar uma mistura rica, surpreendente e própria. Nós não vamos perder por nada!

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

A música conecta as pessoas! 


Alan Medeiros é publicitário, sócio-fundador do Alataj e nome por trás da Beats n’ Lights Management.

RELATED POST

INSTAGRAM
SIGA-NOS