READING

Special Series | A versatilidade inconfundível de ...

Special Series | A versatilidade inconfundível de Bonobo

Raros são os produtores de música eletrônica que transcedem totalmente a barreira dos gêneros e se conectam com públicos dos mais diversos nichos. Para que isso aconteça, o artista precisa ter um algo a mais muito evidente em sua música, muita identidade musical e determinação para se comunicar com eficência frente a diferentes pistas.

Nesse hall de gigantes, Bonobo é uma espécie de unanimidade. Simon Green é dono de uma história extensa e repleta de momentos marcantes frente a dance music. Há mais de uma década ele vem reinventando padrões para construção de trabalhos sólidos e profundos, que flertam com o new pop mas são, inegavelmente, avançados artisticamente. Hip hop, house, breakbeat e jazz são apenas alguns dos traços que sua música carrega, sempre carregada por linhas de baixo pesadas e uma melodia que abraça o ouvinte.

Para construção de um perfil sonoro tão claro e bem resolvido, o selo britânico Ninja Tune foi de fundamental importância. Conhecido por priorizar artistas com uma abordagem fora do contexto engessado que a dance music vive, a gravadora deu total liberdade para que Simon desenvolve-se suas ideias mais extravagantes e pudesse trabalha-las no tempo e local correto. Seus últimos álbuns foram lançados por lá:

Quanto a sua capacidade de atingir diferentes públicos, muito disso se deve ao seus dois formatos de apresentação. Bonobo sai para turnês tanto no formato live com uma banda completa, como sozinho discotecando – assim ele tocou no Warung e D-EDGE em sua última passagem por aqui. O caráter hibrido de suas produções, que podem ser apreciadas no dance floor ou em ambiente comum, garante a eficiência necessária em ambos os formatos – Simon usa e abusa disso com frequência.

Esse fim de semana Bonobo retorna ao Brasil, pela primeira vez com seu live show. Rio de Janeiro e São Paulo recebem a tour do álbum Migration, lançado ano passado. Certamente duas noites que ficarão marcadas na memóra de todos os presentes. Acesse os links:

Bonobo no Rio
E também em São Paulo

A MÚSICA CONECTA.


Alan Medeiros é publicitário, sócio-fundador do Alataj e nome por trás da Beats n' Lights Management.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS