READING

Troally com Brune | It’s all about feeling

Troally com Brune | It’s all about feeling

No mundo da música, muito se discute sobre até exatamente onde as máquinas podem equiparar suas funções aos seres humanos. Entretanto, neste mesmo cenário, está mais do que provado que fazer algo engessado e sem vida, apenas pela busca a perfeição, não é exatamente um lugar seguro, já que tratando-se de perfeição relacionada à porcentagem de acertos técnicos, dificilmente vamos conseguir equiparar o trabalho das nossas criaturas.

Entretanto, há algo que torna o ser humano especial e que, de fato, tende a separar um BOM DJ dos demais: o tão famoso feeling. Somos o resultado de uma soma de experiências, vivências, impressões e sentimentos capazes de serem traduzidos em forma de música na pista. Tá aí a grande beleza de um real DJ que nenhuma máquina vai conseguir equiparar e, mesmo que equipare, não dará conta das incontáveis variações que um digger é capaz de proporcionar.

A paulistana Brune é uma dessas mentes capazes de transcender o sentimento existente em sua relação com a música. Como parte do coletivo Folklore, ela tem cavado uma importante relevância nesta indústria criativa a qual estamos inseridos. Ao ser convidada para assinar um dos mixes da nova temporada da Troally, demonstrou um envolvimento e energia de rara observação, algo que só pode ser retratado naqueles que realmente amam o que fazem. Nossa edição 176 é todinha dela:

Alataj: Uma música que te faz lembrar da infância:

Brune: Sandy & Junior – Vai Ter Que Rebolar, eu dançava sozinha no quarto com 6 anos. No repeat.

Outra que marcou suas festas na adolescência:

Spice Girls – Holler

Uma faixa que te tocou diversas vezes na pista enquanto público:

Chloé – Diva

Uma produção de fora da música eletrônica que você encaixaria em seus DJ sets:

Concha Buika – Jodida Pero Contenta. Imagino uma pista com o sol saindo, todo mundo jodido pero contento.

Uma track para colocar energia no começo do seu dia:

Jamiroquai – Do You Know Where You’re Coming From. Eu canto alto fazendo café.

Outra para acalmar a noite após um dia agitado:

St Germain – How Dare You (Atjazz remix)

Uma música eletrônica que seus pais curtem:

A minha mãe gosta de tudo que eu toco [risos]. Mas What a Feeling, do filme Flashdance, da Irene Cara, eu tenho certeza que ela ama.

Uma que te ajudou a superar uma momento difícil:

Grant – The Wait. Ajudou e ajuda até hoje.

Uma música que te faz chorar:

Baduizm – Ye Yo da Erykah Badu. Na versão ao vivo.

A trilha sonora do seu momento atual:

General Ludd – Sunset Yellow. Tensiona, tensiona, tensiona…

A música conecta.

+++ Já escutou o set exclusivo que Tom Trago gravou para a Troally? É só clicar aqui.

+++ Assine aqui nossa newsletter e receba as principais matérias do Alataj no seu e-mail.


Alan Medeiros é publicitário, sócio-fundador do Alataj e nome por trás da Beats n' Lights Management.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS