Vitrola com DJ Amaral Ed

2005 foi um ano chave na vida de Amaral Ed. Com a possibilidade de se colecionar música em formato digital, ele começou a pesquisar mais intensamente para compor sua coleção. O início, muito marcado pela house music, também o levou a edits de música brasileira oriundos da Europa e Estados Unidos. Aí começava a nascer uma grande história:

“Remixes como Salomé de Bahia fizeram minha cabeça. Encontrei o swing e a minha identidade de brasileiro nessas faixas” nos conta Ed de forma exclusiva. Para se tornar um DJ de fato, Amaral mergulhou em pesquisas e festas, conhecendo a cada dia novos ritmos. Maracatu, afoxé, coco, carimbó, samba rock: todos esses movimentos musicais passaaram a integrar sua coleção.

O espírito festeiro o levou a festas de raízes brasileiras, onde ele esteve em contato com outros ritmos. Em 2014, Ed decidiu deixar de ser apenas um pesquisador para se tornar DJ, tecnicamente falando. “Vendi um carro antigo que havia restaurado, comprei um par de toca discos, mixer e time code” nos conta. Gravar sets se tornou uma terapia e com o aprimoramento da técnica, Ed passou a estar mais presente no universo digital, produzindo conteúdo em diferentes plataformas ligadas a música.

Desde 2017 ele organiza a festa Soul Balanço no Bar do Haules em Jundiaí. O encontro tem foco na música brasileira, latina e africana, com pitadas de house, r&b, black music, disco ou qualquer sonoridade étnica. Pouco importa quando a música foi lançada: lançamentos, descobertas e clássicos são sempre bem vindos. Segundo Ed, o objetivo é compartilhar experiências musicais diferentes do que está em voga.

Por indicação do nosso curador Ney Faustini, chegamos ao nome do DJ Amaral Ed, que gentilmente aceitou o convite para gravação de um mix exclusivo para o Vitrola. “Neste set decidi apresentar artistas contemporâneos, ritmos contagiantes como o coco e um pouco de artistas mais populares, demonstrando o que tem funcionado nas pistas alternativas.” finaliza o artista:

A MÚSICA CONECTA.


Alan Medeiros é publicitário, sócio-fundador do Alataj e nome por trás da Beats n' Lights Management.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS