READING

Vitrola Radioshow com L-Side

Vitrola Radioshow com L-Side

Leonardo de Jesus Silva é mais conhecido no meio musical como L-Side. DJ e produtor de drum and bass, Leonardo teve um início de carreira fortemente influenciado pelas bases históricas do hip hop, entre as referências, ele cita artistas como Jaz Liberatorz, The Pharcyde e Tribe Called Quest.

Outro ponto importante no seu desenvolvimento musical foi a região de nascimento. Natural de Ribeirão Preto, Leonardo conviveu de perto com o que a efervescência musical que estava rolando na grande São Paulo e também na capital durante o início de sua jornada na música. Como produtor, Leo se desenvolveu ao ponto de entregar lançamentos para labels do calibre de Good Looking, Celsius, Soul Deep Recordings, Interactive, Chronic e a lendária V Recordings, alcançando posto de um dos principais nomes brasileiros no dnb mundial.

Paralelamente ao seu estilo de origem, L-Side também desenvolveu uma pesquisa profunda voltadas as sonoridades brasileiras. Ao lado do hip hop, estilos nacionais oriundos das décadas de 60, 70 e 80 podem ser considerados uma grade referências para a sua carreira. A nosso convite, L-Side entrega um mix exclusivo para a nossa série Vitrola e comenta seu relacionamento com a cultura musical verde e amarela.

Com a palavra, L-Side:

Comecei minha carreira na música em 2006, produzindo beats de Hip-Hop em um simples PC e um software chamado Fruity Loops até me dedicar ao Drum & Bass em 2008.

O contato com a música brasileira vem de berço, pois minha família sempre foi de fazer bailinhos no quintal onde morávamos. Meu pai era o cara que tinha os discos de vinil e sempre levava seus adoráveis LPs e compactos para toda festinha onde íamos. Ele sempre foi muito eclético e ouvia muito MPB, Rock, Samba e Funk.

Minhas primeiras paixões por Música Brasileira foram descobertas em casa, nos próprios discos do coroa. Aqueles “bolachões” do Roberto Carlos, Os Incríveis, Renato & Seus Blue Caps, Tim Maia, Jorge Ben sempre rolavam na minha casa e foram muito influentes na minha vida e na formação musical. Com o passar dos anos, aqueles LPs todos ficaram para mim, alguns se deterioraram com o tempo mas a maioria ainda guardo com muito carinho, e muitos deles ainda carrego no meu case pelas festas que toco e casa de amigos que frequento.

No meio da música tive a honra de conhecer pessoas muito importantes que sempre fui fã e hoje sou amigo, DJs como Marky, KL Jay e Luciano ( do programa Black Songs na Transcontinental) me influenciaram demais e me passaram muito conhecimento sobre música num geral, e com certeza sobre muita coisa de grooves produzidos no nosso Brasil.

Preparei um mix bem eclético e com um pouco mais de ênfase nos anos 80, uma pegada mais boogie, onde gostaria de destacar o grande Lincoln Olivetti, que fazia arranjos espetaculares e com maestria dava aquele toque mágico nos discos que pode participar de alguma forma.

A MÚSICA CONECTA.


Alan Medeiros é publicitário, sócio-fundador do Alataj e nome por trás da Beats n' Lights Management.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS