Who? Luiz Pareto

Um festival de música eletrônica obrigatoriamente precisa apostar em nomes fora da caixa dentro do panorama nacional. Em sua segunda edição em solo brasileiro, o DGTL volta a tomar decisões acertadas nesse sentido ao apresentar Luiz Pareto, nome fora do óbvio frente a nova geração clubber, mas muito importante para o desenvolvimento da dance music em solo nacional.

Luiz entrou para a discotecagem com o estigma de ser um ex-ator. Com a desconfiança do público frente à artistas oriundos de outra profissão, Pareto teve que batalhar não apenas no sentido musical, mas também para se posicionar de forma qualificada na cena. Desde o começo, ele demonstrou uma grande vontade de educar as pistas e foi um dos poucos que ajudou a manter um nível de qualidade musical presente nas festas, mesmo depois nos tempos de popularização.

Luiz também ficou famoso pelo uso de perucas em suas apresentações, característica muito lembrada pelos fãs de seu trabalho. Com quase 30 anos de carreira, seus sets apresentam uma maturidade impressionante e são o resultado de uma pesquisa musical que funde house, disco, new wave, minimal, electro, breakbeats e até mesmo traços da cultura punk – sim, uma saladona daquelas bem saborosas. No DGTL, Pareto toca no palco Frequency das 21h até 22h30 – um belo começo de festival para aqueles que estão a procura de beats fora do clichê. Ouça o podcast de Luiz para crew holandesa: 

A MÚSICA CONECTA.


Alan Medeiros é publicitário, sócio-fundador do Alataj e nome por trás da Beats n' Lights Management.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS