Minha Primeira Gig | Nezello

Quanto tempo leva para um DJ tocar no seu club do coração? Essa pergunta é um tanto quanto subjetiva, mas certamente presente na mente de todo artista que está começando e sonha estar na cabine do club que serviu como inspiração para os seus sonhos. No caso do catarinense Higor Nezello, o Warung foi uma espécie de faculdade da música eletrônica. Após anos como parte da pista do club da Praia Brava, Nezello agora estreia por lá.

O debut rola no próximo sábado, dia 27, na mesma noite em que dois ícones da dance music francesa retornam ao templo. Laurent Garnier terá a missão de comandar o Inside após mais de 5 anos e Rodriguez Jr apresenta seu novo live act, baseado no álbum lançado em 2017, no Garden. Higor faz as honras da casa na pista 2, celebrando o momento mais especial de sua carreira. A nosso convite, ele relembrou sua primeira gig como DJ profissional. Confira:

Com a palavra, Nezello:

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo

Enquanto cursava aulas de discotecagem no início dessa aventura que já está chegando aos seus 8 anos, fui convidado por um amigo de colégio (tinha de 16 pra 17 anos na época) para tocar na sua festa. Quem é de Joinville vai lembrar: local onde aconteciam os maiores afters na cidade e sim, era um campo de futebol com um quiosque – conhece a expressão “até que a grama vire lama”? Então, esse era o “campinho” em dias de chuva, lá quase não chove… [risos] Seria minha primeira festa como DJ. Eu estava feliz ao extremo pois iria dar o pontapé na carreira com um cachê de R$100$ – por que iria ajudar no bar, sim, mão na massa mesmo!

Nesse meio tempo acabei recebendo outro convite para participar de uma festa na Mansão Music Theater, iria tocar junto com Victor Ruiz (ele estava começando sua carreira fora de São Paulo) e Gui Arruda (hoje Wolsh). No dia tinham mais alguns amigos no line, eu fiz um b2b com Willian Israel, parceiro de curso da época. Fomos empolgados por ser a primeira vez tocando dos dois e ainda mais em um puta club no qual teve seus mais de 15 anos na cidade. Chegamos, montamos tudo e demos o play. Deu 30 minutos nada, 1 hora e nada, 1:30h e haviam chego umas 15 pessoas. Descobrimos depois que era uma festa de aniversário no qual não teve muito sucesso, tocamos para umas 30 pessoas, rimos muito e hoje virou uma história engraçada. Assim foram minhas primeiras experiências como DJ profissional.

A música conecta as pessoas! 


Alan Medeiros é publicitário, sócio-fundador do Alataj e nome por trás da Beats n' Lights Management.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS