Alguns clubs detêm o poder da história em seus nomes. Esse é o caso de D-EDGE e Beehive, duas marcas de suma importância para a consolidação da música eletrônica no Brasil e donos de uma história que envolbe elementos de superação, sucesso e, claro, noites antológicas.

// Quero receber os conteúdos do Alataj por e-mail!

Mais do que suas marcas pesadas, D-EDGE e Beehive possuem algo de valor imensurável e que certamente é a chave da longevidade de seus trabalhos. Estamos falando das pessoas, homens e mulheres que criaram, essencialmente na pista, a mítica que envolve esses dois clubs – público, staff e artistas são a parte indispensável dessa história. Toda parte física, tudo que é material e pertence ao club é importante, mas pode se renovar, se reconstruir em um novo lugar… sem a essência das pessoas, impossível seguir uma caminhada de crescimento.

A imagem pode conter: 3 pessoas

Na semana que vem, 9 de Dezembro, o D-EDGE inicia sua tour de comemoração pelos 18 anos de vida com um super line up na Beehive. Já no clima desse encontro entre os clubs, convidamos Lookalike, Ney Faustini, VAntônio, Alex Justino e Amanda Chang para selecionar uma faixa que represente o quão especial é o relacionamento de cada um com o club paulistano. No showcase eles ainda se juntam a Renato Ratier, frontman do D-EDGE. Aumente o volume e confira as escolhas dos artistas:

Alex Justino

Minha faixa Antilophia, lançada pela Steyoyoke ano passado, é provavelmente a que mais me conecta ao D-EDGE. Toquei bastante antes do lançamento e a resposta era sempre incrível. Após o início do live ela ainda tem muita força a cada apresentação que a toco.

Amanda Chang

Música, vanguarda, verdade, amor, respeito, diversidade, carinho. Que esse novo ciclo D-EDGE venha repleto de energia cósmica e que a música siga sendo o instrumento curador da alma! Tanta história e ainda vai celebrar muitos e muitos anos de vida!!! É o que desejo do fundo do meu coração!

Lookalike

Escolhemos essa música porque sempre que a tocamos no D-EDGE o resultado é surpreendente. Sempre acontece uma conexão irada com a pista e isso representa exatamente a nossa história com o club. Cada vez que tocamos por lá, parece que estamos tocando em casa, somos muito bem recebidos por toda a família e as noites que lá estivemos foram inesquecíveis, cada uma por seu motivo diferente. Somos muito gratos por fazer parte dessa história e por ter vivido tantos momentos lindos dela!

Ney Faustini

Lembro bem da minha primeira gig na Freak Chic, em 2010, e o momento em que toquei esta música é o que está mais vivo na minha memória. Provavelmente uma das músicas que mais toquei no D-EDGE durante todos esses anos.

VAntônio

Meu projeto de live act como VAntônio iniciou em Janeiro de 2013 com minha primeira apresentação no club D-EDGE (e do meu projeto) no final de Julho de 2016. O lançamento desta música pela D-EDGE Records foi um marco e um “combustível” para para que seguisse focado no meu projeto. Por maior que seja sua confiança, otimismo e dedicação, se entregar por quase 3 anos em um projeto que poderá não ser aceito, carece de estímulos – arriscaria dizer que no meio desta caminho, ter este lançamento aprovado pelo label me fez continuar acreditando no meu trabalho.

A música conecta as pessoas!