READING

Alataj entrevista Cuartero

Alataj entrevista Cuartero

Sucesso em todo o mundo e especialmente aqui no Brasil, Cuartero é DJ, produtor de renome e label boss da marca Sanity, que além de gravadora realiza diversas festas em parceria com grandes clubs do cenário internacional. Seu estilo Groove & Bass dominou as plataformas de música ao longo dos anos conquistando labels como Desolat, Moon Harbor, Saved Records, Get Physical, VIVa MUSIC e também o prestígio e apoio de artistas como Loco Dice, Marco Carola, Robert Dietz, Paco Osuna, Nicole Moudaber e Stever Lawler.

Nascido em Malaga, na Espanha, Cuartero iniciou seu envolvimento com a música eletrônica muito cedo e diz ter trabalhado duro para alcançar a posição de destaque que possui atualmente. Presença confirmada no Warung Beach Club dia 07 de fevereiro e também na Colours, dia 08, o Alataj bateu um papo com ele para conversar sobre trajetória, sucesso e as frentes em que se envolve em sua carreira. Saca só!

Alataj: Olá Cuartero, tudo bem? muito obrigada por falar com a gente! Você iniciou sua trajetória na música bem cedo, certo? como foi seu primeiro contato com a música eletrônica? a partir de então, já sabia que queria viver disso para o resto da vida?

Cuartero: Olá! Obrigado por me receber. Certo, comecei muito jovem, mas nunca imaginei que pudesse fazer música para viver. Primeiro, comecei a fazer música todos os dias e a tocar em um clube local. A partir desse momento, como toda criança, eu sonhei em tocar minha própria música em todo o mundo.

Desde o início da sua carreira, você vem emplacando músicas de grande sucesso em labels respeitadas como Get Physical, ViVa Music, Desolat, Witty Tunes, Play It Say It e, mais recentemente, Hot Creations. Você possui um processo de criação pré-estabelecido ou cada produção vai acontecendo naturalmente?

Para mim, cada música é como uma nova história. Então o começo é sempre diferente. Mesmo que seja um processo semelhante, começo de uma ideia específica ou vou experimentando a busca de novos sons.

Você também criou sua própria gravadora, a Sanity. Trabalhar neste ramo fez você enxergar a música de forma diferente? Como conciliar a agenda de tours e gigs com a administração e curadoria do label?

Sim, Sanity é minha marca e também uma marca que eu uso para realizar meus próprios eventos. É difícil se organizar, mas vale a pena. A gravadora já havia lançado quase 190 lançamentos e cada evento está esgotado. Eu não poderia estar mais feliz!

Sabemos que você possui diversas produções em colaboração com artistas como waFF, Sabb, Hector Couto, entre outros. Qual é a vantagem de trabalhar em conjunto na hora de criar uma track?

É sempre bom colaborar com grandes artistas. Há muito que você pode aprender com esses bons produtores. Além disso, misturando perspectivas diferentes, você pode obter um som único muito interessante.

Sua relação com o Brasil é bem próxima, com passagens marcantes pelo nosso país e uma próxima vinda ao Warung Beach Club, dia 7 de fevereiro. O público brasileiro tem algo especial pra você? tem alguma lembrança ou momento que te marcou por aqui?

O Brasil é um lugar que eu amo. Mal posso esperar para voltar. O público é sempre incrível e Warung, é claro, é uma referência. Ainda me lembro da primeira vez que toquei lá, foi uma explosão!

Foto por Ebraim Martini

Se pudesse dar um conselho ao Cuartero adolescente, quando começou a trabalhar com música, qual seria?

Estar focado e nunca parar de trabalhar. Não é uma jornada fácil, mas você deve aproveitar cada momento, não importa o quê.

Para finalizar, uma pergunta pessoal. O que é música para você?

Pergunta fácil, minha paixão e o que mais gosto de fazer.

A música conecta.


RELATED POST

INSTAGRAM
SIGA-NOS