Iconic

Iconic | Jaydee – Plastic Dreams [R & S]

Plastic Dreams foi uma das primeiras faixas de música eletrônica que me introduziram a esse fantástico mundo dos beats sintéticos. Me permitam falar neste primeiro parágrafo em primeira pessoa, pois a experiência que tive no primeiro contato com esta faixa de Jaydee foi um convite para uma viagem sem volta aos sentidos mais profundos que a música eletrônica é capaz de acessar.

A faixa é considerada um dos maiores hinos do House do todos os tempos, foi composta pelo holandês Robin Albers (o nome por trás de Jaydee), que muito antes de se tornar DJ e produtor, ainda na década de 70, foi atleta campeão de luta livre e jogador da seleção holandesa de beisebol (pasmem!). Após se aposentar da carreira esportiva, Albers seguiu sua paixão musical, se tornando radialista dos canais de rádio holandesas e propagando seu talento com a discotecagem dentro da House Music. No começo dos anos 90 ele foi host da emblemática For Those Who Like to Groove, primeira rádio do país com programação 100% voltada para a House Music.

Sob a alcunha de Jaydee, Plastic Dreams foi um dos primeiros registros do produtor e também o mais aclamado de todos os seus trabalhos. A faixa foi lançada originalmente em 1992 pela lendária gravadora belga R & S, selo que recebeu diversos hits clássicos da época como 20Hz de Capricorn, Tusk de Klaus e diversos lançamentos de Aphex Twin, Ken Ishii, Cabaret Voltaire e muitos outros. Com uma viagem de mais de 10 minutos de duração, Plastic Dreams já começa com um chamado vibrante através seus riffs de timbres clássicos do órgão Hammond, imprimindo uma sonoridade inconfundível e improvisada prendendo a atenção do ouvinte do início ao fim. A bateria quebrada vai crescendo ao longo do arranjo, desenhando momentos de auge e relaxamento, completando um jogo de elementos simples, porém extremamente envolventes. 

Em seu primeiro lançamento, a versão longa de Plastic Dreams vem acompanhada de outras cinco, sendo uma mais enxuta voltada para as rádios, uma remixada pelo próprio Jaydee, a Trance Mix com um gás a mais na percussividade, Tribal Mix ainda mais percussiva e Groove Mix com uma leitura diferenciada para o bassline da faixa.

Assim que lançada, a track recebeu uma chuva de elogios e menções nos mais diversos canais e top charts europeus, conquistando as primeiras posições nas UK charts em vários momentos do pós-lançamento. Para grandes portais musicais como o All Music, Plastic Dreams foi considerada “um hino imortal da cultura clubber”, e recebeu inúmeros louvores da Billboard, Mixmag, e diversos outros veículos especializados. 

Plastic Dreams talvez seja também uma das músicas com mais versões remixadas até hoje, contando com mais de 40 releituras que passaram pelas mãos de David Morales, Nicole Moudaber, Funk Green e muito mais. Ainda, a faixa esteve presente na versão do jogo Grand Theft Auto: Liberty City Stories de 2005, presenteando os gamers com sua incrível trilha sonora. 

Passados quase 30 anos após o lançamento, Plastic Dreams está imortalizada na jornada da cultura clubber mundial, despertando fortes emoções tanto dos que a escutam pela primeira vez, quanto dos que não tiram a faixa do case.

A música conecta.

Compartilhe