Após apresentar seus primeiros eventos com os franceses Lowris e Cabane no Club Vibe, o núcleo curitibano Patterns direciona sua próxima edição para os talentos nacionais. No próximo sábado a festa volta para a principal pista de Curitiba com uma escalação composta por 5 artistas que refletem bem a identidade musical da vista: minimalista e rica em texturas.

A imagem pode conter: texto

É interessante a iniciativa da Patterns, núcleo comandado por Wesley Razzy e Kessy Santos, em apostar em um line up 100% brasileiro após dois eventos com headliners internacionais importantes: “O legal dessa edição é que estamos fazendo a primeira com atrações nacionais, juntando representantes de núcleos de RS, SP e PR com b2b inéditos. Esse é um dos diferenciais da noite” comenta Razzy.

A imagem pode conter: 1 pessoa, atividades ao ar livre

Além das combinações de Wesley com Oliver Gattermayr e Maria com Tati Pimont, DJ Niti da Sweetuf Records também marca presença no line e fica responsável pelo warm up da noite. Aprofundando um pouco mais o perfil sonoro da festa, cada artista escolheu três discos que já estão no case para o encontro de sábado:

DJ Niti (Sweetuf Records)

The People In Fog – Get Funky [Sound Of Vast]

The People In Fog (aka DJ Sodeyama) no seu terceiro lançamento na SOV.

Robin Ordell & Seuil – 808 Cabriolet [Discobar & Assemble]

colLab dos franceses Robin Ordell e Seuil em um release em conjunto da Discobar e Assemble. Os ritmos quebrados e texturas marcantes e variadas conversam entre si.

The Mountain People – Mountain 006.1 [Artist Unknown Remix]

Um dos 4 remixes no release 011.X da label Mountain People. Groove suave e pads espaciais desse artista desconhecido embalam a Última musica desse interessante EP.

Maria (Crema)

Ho Do Ri – Lost In Betty’s Ford [FUSE]

Essa por que eu adoro dançar!

And.rea – Mutual Attraction [Melliflow]

Esse disco tá sempre no meu case! São tracks simpáticas e com certeza levaria para a Patterns, pois penso que traduz em buena onda essa festa com tantos amigos no line up e dance floor

Avian Geometric (Frederico Molinari rmx) [Nervmusic]

Esse disco acaba de chegar e vou tocar pela primeira vez no sábado. Foi mais um daqueles pacotes que somem e depois aparecem, então obviamente foi direto pro case.

Tati Pimont (Subdivisions)

C Morgenstern ‎– League Be Here New A2 [Creation Rebel]

Dei sorte ao comprar esse disco do Maurício Lopes. Gosto bastante dessa, vem do final dos anos 90. Infelizmente Christian já faleceu mas nos deixou lindas obras.

Margaret Dygas – The oops [Perlon]

Um dos discos que mais toco, sem dúvidas. Ah, Margaret.. Uma das minhas artistas favoritas, sempre tem que ter alguma dela no set.

XDB – Descap [Metrolux]

Sempre que faço o closing set separo umas músicas para o finalzinho da noite que despertam sentimentos bons para mim. Acho que essa cai bem. Essa música é linda e passa muito amor na composição.

Oliver Gattermayr (Subdivisions)

Gemini – Phosphorscene [Peacefrog]

Gemini aka Spencer Kincy é um dos maiores gênios da música eletrônica. A maioria das suas produções foi lançada até 97 e continuam sendo fonte de inspiração para muitos. Demorei alguns anos pra conseguir e é também uma das que mais gosto dele.

Alex & Digby – Suckerfish [Discobar]

Poucos artistas conseguem ter uma identidade tão definida como Alex & Digby e eu me identifico bastante com a sonoridade deles. A Discobar é também uma das poucas labels atuais que tenho comprado também.

Cityboy – Dorkin [1200 Music]

Achei recentemente uma cópia mint desse disco que estava atrás a um tempo. A label tem vários gems mas a maioria já está overpriced – mesmo não tendo no youtube.

Wesley Razzy (Patterns)

Freaks – Instrument (Soul Capsule On It)

Escolhi esse disco pois lembro de ter tocado ele na primeira Patterns que fizemos. Remix do Soul Capsule (Baby Ford e Thomas Melchior) que são sem dúvida grandes inspirações em nossa música. Também porque somos “just a bunch of freaks!” 🙂

Flord King – Steff Off [Lyssna]

Tenho tocado essa faixa bastante recentemente, especialmente nos warm ups.

Moxx – Time is running out [Yoshi]

Essa voltou no case recentemente depois de um tempo esquecida.