READING

Música eletrônica e moda: confira a trilha sonora ...

Música eletrônica e moda: confira a trilha sonora que Eli Iwasa preparou para o desfile do estilista Diego Fávaro

Foto capa: Marcelo Soubhia/Fotosite

Nem só do mundo pop vive a moda. Sua aliança com a música eletrônica é antiga. De fato, é como se ambas andassem de mãos dadas, não só nas passarelas como nos estilos encontrados em pistas de dança e palcos. Eli Iwasa que o diga. A artista paulistana não é só uma das maiores DJs da cena e uma empresária bem sucedida. Suas aventuras pelo mundo da moda na verdade nem podem ser chamadas como aventuras, já que a japa do techno atua também como modelo — tendo posado recentemente para o ensaio da marca Chaouiche — e já assinou trilha sonora para desfiles de estilistas como Lorenzo Merlino.

Sua mais recente empreitada foi montar a trilha do desfile de um dos queridinhos do mundo pop, o estilista Diego Fávaro, acostumado a assinar roupas de grandes artistas como Anitta, Pabllo Vittar, Manu Gavassi e Karol Conka. Para montar a sonoridade que embalaria os passos das modelos da coleção NO WAR, Eli levou em consideração o tema escolhido por Fávaro, envolvendo questões espirituais e de saúde do mundo, especialmente sobre a chamada “Data Limite”, profetizada por Chico Xavier, que diz que os seres celestiais estipularam um prazo de 50 anos a partir da chegada do homem à Lua, isto é, até 20 de julho deste ano, para que a humanidade se empenhasse em conviver com respeito e harmonia (sem uma Terceira Guerra Mundial, por exemplo), evitando conflitos fatais entre nações e desastres naturais dos quais sairiam poucos sobreviventes, e dando lugar a grandes avanços na medicina e tecnologia. 

“Visitei o ateliê do Diego para ele me contar um pouco sobre a nova coleção, sua inspiração em Chico Xavier e a data limite — minha família é adepta do espiritismo —, então a identificação foi imediata. Vale lembrar que eu e o Di não nos conhecíamos, trocamos poucas mensagens antes, e tudo desenrolou de maneira surpreendentemente fluída. Visualizei algo forte, cinemático, emocional, com uma certa carga dramática, e de cara pensei em Autechre, que serviu de base para a trilha, junto com gravações da Nasa, de lançamento de satélites, além de transmissões de rádio”, conta Eli Iwasa ao Alataj.

O resultado você confere no vídeo abaixo:

A música conecta.


Equipe de reação do portal Alataj, focada em levar conteúdo cultural ao público antenado na música eletrônica.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS