Who? Marcal

Já vínhamos acompanhando o trabalho de Laerte Marçal aka Marcal há algum tempo, visto que ele é um artista que já lançou algumas vezes pela Nin92wo, gravadora de Alex Justino, e até mesmo assinou nosso Alaplay de número 399. Porém, com as novidades que estão aparecendo na sua carreira atualmente, decidimos que era hora de falar única e exclusivamente deste artista que, aos nossos olhos, vem trilhando um caminho muito promissor.

Afirmamos isso com provas, afinal, após releases assinados por Phobiq, selo de Sasha Carassi, Eight or Eighty, Austro Music, Reload, Thousand e Dolma Red, ele chamou a atenção da Join Art Music (JAM), gravadora comandada por ninguém menos que Sam Paganini. O headlabel entrou em contato diretamente com o brasileiro o parabenizando por uma track que havia recebido e estendendo o convite para um lançamento na gravadora. Nascia ali Shutdown, um EP com quatro faixas originais, incluindo uma versão em vinil, confirmado para sair dia 18 de novembro.

Artwork Shutdown EP

Antes disso, Marcal construiu sua identidade e difundiu bem seu trabalho pela cena eletrônica de Goiânia, sua cidade natal. Um ponto importante desta história, fundamental para o aperfeiçoamento e evolução de seu perfil musical, foi o apoio da gravadora que citamos anteriormente, Nin92wo, não apenas através do espaço para lançamentos, mas também nos eventos organizados pela marca que são tradicionais na cidade, Shadow e Lost and Found – os quais já o receberam no lineup em algumas situações.

Mas esse reconhecimento na cena eletrônica não veio de uma hora para outra. Laerte possui mais de uma década de experiência com produção musical (desde os 14 anos de idade), explorando estilos bem distantes do atual; o techno apareceu na sua jornada apenas em outubro de 2017, quando criou o projeto Marcal. Com este alter ego, seu trabalho já chegou nas mãos de Ramon Tapia, Spartaque, Superstrobe, Alessandro Grops e, claro, Sam Paganini. 

Ciente do que consegue entregar com seu trabalho de estúdio, Marcal tem colhido os frutos de toda sua sensibilidade com a música e dedicação que já vem de muitos anos, mas de fato o EP Shutdown é sua maior conquista até o momento. Vale lembrar que essa e outras tracks já viajaram o mundo com o DJ e produtor italiano, incluindo importantes venues como Brunch in the Park Barcelona e Amnesia Ibiza na Espanha, PollerWiesen, SonneMondSterne e Nature One na Alemanha, e Tension Festival na Suíça, para citar alguns

Enquanto o lançamento não sai, você pode conferir o poder da track no vídeo abaixo:

Sam Paganini playing my new unreleased track

Complete footage of Sam Paganini playing my new unreleased track on Tomorrowland Belgium 2019 Charlotte de Witte's KNTXT Stage! <3Vídeo completo do Sam Paganini tocando minha nova música no Tomorrowland 2019 no palco da Charlotte de Witte KNTXT! <3

Posted by MARCAL on Thursday, August 15, 2019

A música conecta.


RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS