Curiosidades

4 curiosidades sobre a política de porta do Berghain

Não é segredo que o Berghain, um dos clubes mais reverenciados da dance music underground do planeta, é também uma das casas mais disputadas pelo público, e nem todos têm o sucesso de conseguir atravessar seus portões adentro. A política de porta do Berghain é conhecida por sua seletividade restrita, e um mistério insondável entre suas paredes, o que torna a casa tão requisitada e também famosa por ter a portaria “mais dura” de Berlim. Hoje trouxemos algumas curiosidades sobre a política de porta do Berghain, para você que pretende curtir a brilhante agenda de verão do espaço, se preparar.

Tempo de espera na fila

Antes de ir, já saiba que esperar na fila para entrar, é uma grande possibilidade, em especial, se pretende ir nos horários de “pico” como sexta e sábado próximo à 1 da manhã.  Estando na fila, há quem diga que deve-se evitar algazarras ou esquentas visíveis enquanto a aguarda sua avaliação de entrada. 

O temido Sven Marquardt

O leão de chácara mais temido de todos os clubes, é o também fotógrafo Sven Marquardt, que está junto ao Berghain, desde a época que ainda era Ostgut Club. É ele quem gerencia a política de porta da casa, e é conhecido por olhar para os turistas trêmulos por um breve momento e, com o menor aceno de cabeça, enviá-los de volta para onde vieram, sem deixar pistas sobre o que deu errado. 

Não há receita exata 

Se você esperava que houvesse uma receita exata para entrar no Berghain, sinto lhe dizer, que ela não existe. O próprio Marquardt já disse em uma entrevista, que as regras da portaria são de fato subjetivas, por vezes um techno-lover todo de preto louco para ver o Dettmann, possa ser rejeitado, enquanto que um advogado vestido com roupas em tom pastel, e que está ali pela primeira vez, possa acabar entrando. O que podemos dizer é, conheça a cultura e a história por trás do Berghain, entenda sua trajetória, se atente ao line-up, e quem sabe, você tenha uma possibilidade maior de sucesso.  

Seletividade em prol da segurança e liberdade dos clubbers

Embora pareça contraditória, a seletividade da portaria é justamente para assegurar a liberdade dos frequentadores dentro da casa. Em um dos nossos editoriais anteriores, tratamos sobre esse assunto, que traz a luz da necessidade de seleção de público para o bem-estar da noite, evitando assim, problemas referente ao desrespeito, assédio, preconceito, e tudo que pode vir gerar algum tipo de violação das regras da casa. 

+++ Relembre | Política de porta garante mais liberdade para pista?

A música conecta.