Iconic

Iconic | Michael Jackson – Off The Wall [Epic]

O final da década de 1970 foi uma época em que a especialmente a música foi marcada por uma efervescência de experimentações e transformações, bastante influenciada pelas maravilhas tecnológicas que começavam a brotar. Em meio a esse caldeirão sonoro, em 10 de agosto de 1979, Michael Jackson, já uma estrela ascendente, lançou a faixa Off The Wall. Em um álbum homônimo, Michael adquiriu mais um capítulo importante em sua carreira e também apresentou algo completamente novo para a música à época. 

A singularidade de Off The Wall enquanto faixa não está apenas na melodia contagiante ou na voz inconfundível de Michael, mas sim na habilidade de MJ em transcender as fronteiras musicais. Produzida por Quincy Jones, assim como todas as outras faixas do álbum, a música é um quebra-cabeça de influências do funk, disco e soul, encapsulando a ânsia de Michael em criar algo novo, que não soasse como qualquer um de seus trabalhos prévios, solo ou em grupo. 

A amizade entre Michael e Quincy começou enquanto eles trabalhavam no filme musical The Wiz (O Mágico Inesquecível em português) — Jackson era um dos atores e Quincy era o supervisor musical e há uma história que diz que foi justamente neste período que Michael fez Jones prometer que ele produziria seu quinto álbum… em Off The Wall, Jackson colaborou com outros artistas, como Paul McCartney, Stevie Wonder e Rod Temperton, que compôs quatro das dez faixas do álbum: Don’t Stop ‘Til You Get Enough, Rock with You, Burn This Disco Out e claro, a Iconic de hoje: Off The Wall.

O contexto musical dos anos 70 foi marcado pela efervescência da disco music, new wave, funk, soul e do pop e embora não pareça, o álbum Off The Wall foi lançado no ano em que Michael completou a maioridade civil e chegou aos 21 anos. Basicamente, ele foi o primeiro álbum gravado pelo cantor em fase adulta, marcando a aproximação com temas maduros como autoestima, sentimentos, trabalho e relacionamentos e se afastando de um teor infantil, ainda muito atrelado ao período do The Jackson 5, grupo musical com seus irmãos que durou até 1984. A crítica musical observou que o álbum era realmente pautado pelo funk, soul e jazz, mas equilibrado com uma pegada disco que dava um polimento pop.

Divergindo dos discos que havia gravado até então pela Motown Records, nas dez faixas do álbum MJ demonstra não só um amadurecimento pessoal, mas profissional também, sempre abusando dos falsetes e contrastes vocais, demonstrando atributos que não haviam sido suficientemente explorados em seus trabalhos anteriores. Off The Wall foi lançado pela Epic Records e pavimentou o caminho para a parceria duradoura entre ele e o selo, já preparando o terreno para conquistas ainda maiores. A Epic foi o selo que lançou todos os últimos trabalhos de Michael.

Além do impacto comercial e crítico, o quinto álbum de estúdio de Michael deixou um legado musical duradouro. MJ abriu as portas para uma fusão de estilos musicais e influenciou gerações subsequentes de músicos, moldando o panorama musical há 45 anos atrás, de formas que reverberam até os dias de hoje. Off The Wall não foi apenas um álbum, mas um manifesto da criatividade e inovação de um gênio, abrindo os caminhos de Michael para se tornar um ícone da música pop.

A vida de Michael foi marcada por desafios e triunfos, mas é sua contribuição musical que permanece imortal. Seu legado é uma sinfonia que continua a ressoar nos corações dos amantes da música em todo o mundo, e Off The Wall é um dos momentos mais vibrantes dessa sinfonia eterna. O rei do pop não só reinou, mas também construiu um império musical que transcende gêneros e eras, deixando para trás um legado que ecoa na eternidade da história da música. Iconic!

A música conecta.