Dentro do cenário eletrônico brasileiro, muito se fala a respeito dos polos tradicionalmente fortes no estilo. São Paulo, Curitiba e o litoral de Santa Catarina são bons exemplos de regiões onde house e techno estão bem difundidos. Mas, engana-se muito quem pensa que trabalhos de destaque surjam apenas nessas áreas.

+++ Inscreva-se em nossa newsletter para receber conteúdos como esse

Pequenas cidades do interior do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo em paralelo com capitais como Cuiabá, Goiânia, Recife e Vitória também estão dando visibilidade ao trabalho de grandes profissionais e projetos, sejam eles artistas, festas ou gravadoras. Na última cidade citada reside a Prisma Techno, label que desde 2014 tem contribuído muito para difusão da cultura techno em todo estado do Espírito Santo.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, sapatos e área interna

Em pouco mais de três anos de trabalho, uma curadoria que visa revelar artistas regionais com potencial e apresentar grandes medalhões nacionais tem sido o diferencial do selo. Renato Cohen, Maurício Lopes, Mau Mau, Anderson Noise, Eli Iwasa e Paula Chalup são apenas alguns dos nomes que já colaboraram em alguma esfera com a Prisma, que agora encara um novo momento em busca de uma expansão e maior visibilidade para os projetos da gravadora.

Nas próximas semanas, dois showcases em solo catarinense movimentam o nome da Prisma no estado. Dia 16, o coletivo Alcateia promove os artistas do label em sua quinta edição na cidade de Joinville. Na sequência, dia 22, tempo para desbravar Floripa numa festa em parceria com a Trip To Deep. No mês seguinte, dia 26, o encontro será promovido em São Paulo. Em todas as situações os artistas da Prisma aparecem em destaque ao lado dos residentes de cada festa parceira – um intercâmbio cultural de extrema importância para o crescimento sustentável da cena.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

O catálogo da gravadora também perece destaque, claro. Agains the Time, tarter, Obscure Sense, Mau Maioli e Paulo Foltz são alguns dos artistas que assinaram bons releases pela marca capixaba recentemente. Essa soma entre um bom trabalho no mundo real com uma grande consistência de lançamentos tem sido a base para o posicionamento que a Prisma tem conquistado no mercado internacional. Quão longe os projetos da gravadora ainda podem chegar é cedo para dizer, mas é inegável que o momento é bastante animador. Keep the good work, guys!

+++ Ouça os releases da Prisma Techno aqui

A música conecta as pessoas!