READING

Faixa a Faixa | Flow & Zeo – Speechless EP

Faixa a Faixa | Flow & Zeo – Speechless EP

The comeback is real! Essa frase é muito utilizada em jogos e no esporte em geral para exemplificar uma “volta por cima”. No mundo musical, especificamente neste caso, ela pode muito bem ser utilizada para ilustrar o retorno da gravadora Tropical Beats Music ao mercado da música eletrônica. O selo comandado por Flow & Zeo iniciou em 2004 e atuou lançando o trabalho de diversos artistas até o ano de 2016, quando a dupla resolveu dar uma pausa no label para focar em sua própria carreira.

+++ Quero ler a entrevista com Flow & Zeo!

Neste mês, exatamente três anos depois, a Tropical Beats reaparece com identidade visual remodelada e com espírito ávido para marcar presença e agitar mais uma vez a indústria fonográfica nacional. O primeiro lançamento deste novo ciclo da gravadora saiu nesta segunda-feira (17) e chama a atenção pelas belas melodias construídas. Speechless, como foi intitulado o EP, recebeu três faixas originais de Flow & Zeo e reinterpretações entregues por Uone, Britta Arnold & Unders e Leo Janeiro. Os responsáveis por esse retorno falaram um pouco mais sobre o processo de construção para nossa coluna Faixa a Faixa. Confira:

O EP

“Speecheless marca o retorno da nossa gravadora Tropical Beats Music e nosso primeiro EP produzido no estúdio Árvore. Foram 9 meses desde sua concepção e estamos muito felizes com o resultado deste trabalho que inclui 3 músicas originais e 3 remixes de artistas que admiramos muito.”

Speechless

“A faixa-título tem influência na house music, com percussão presente, riffs de guitarra e synths suaves, mas ao mesmo tempo intensos. Tem o groove solto e funciona bem em pistas descontraídas, sunsets, warmups…”

Somniloquy

“Essa palavra significa falar ao dormir, ou a linguagem dos sonhos. Nela tivemos a participação da querida e talentosa Mari-anna nos vocais. Foi pensada para dancefloors no Brasil e no mundo, é forte, possui uma linha de baixo marcante e percussões cheias de swing. O resultado tem sido uma resposta intensa do público aonde temos tocado.”

Those Words

“Essa foi a faixa remixada pelos três artistas. É uma música sem rótulos, com um dinamismo próprio. Durante o processo de criação absorvemos a atmosfera da natureza que circunda nosso estúdio. Synths presentes e agressivos somados a um clima tropical dão autenticidade a ela.”

Those Words remixes

“Natural de Melbourne, Uone trouxe em sua leitura toda energia dos festivais ao redor da Austrália, uma profunda viagem sonora com elementos psicodélicos e timbragem orgânica. Já o duo Britta e Unders fizeram um remix complexo e intenso, utilizando synths modernos e um arranjo elaborado no detalhe, enquanto Leo Janeiro, como um bom “houseiro”, trabalhou de forma criativa utilizando chords com aquele groove cheio de swing.”

A música conecta.

+++ Veja dados sobre o universo das gravadoras de música eletrônica no Brasil.


RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS