READING

Vitrola | O Trio Mocoto e seu disco histórico de s...

Vitrola | O Trio Mocoto e seu disco histórico de samba-rock em 1973

Formado em 1968 na icônica Boate Jogral, o Trio Mocotó foi constituído por Fritz Escovão, João Parahyba e Nereu Gargalo, todos funcionários do Jogral. Na época a boate paulistana era um dos grandes pontos de encontro da nata da música brasileira e por isso não demorou para que o grupo tivesse o apoio de nomes como Jorge Ben, Chico Buarque, Clementina de Jesus, Nelson Cavaquinho, Cartola, Paulo Vanzolini e Manezinho da Flauta.

O nome é uma brincadeira com o apelido dado aos joelhos das mulheres na década de 60, exatamente no boom dos “escândalos” causados pelo surgimento da minissaia. O grupo é dono de um dos trabalhos mais notórios do samba-rock brasileiro, o disco homônimo Trio Mocotó de 1973 é o terceiro do trio, que antes já havia apresentado Muita Zorra em 1971 e On Stage no mesmo ano, esse último em parceria com Jorge Ben, gravado ao vivo no Japão.

No trabalho de 73, Fritz, João e Nereu apresentam um caldeirão de referências que flutuam entre o jazz, soul e rock, com levada predominantemente samba e uma atmosfera super brasileira – que por hora apresenta um clima até carnavalesco. O disco foi produzido por Antonio Carlos de Oliveira e sua força inegável na parte rítmica é justificada pelos arranjos dos maestros Rogério Duprat, Waldomiro Lemke, Sérgio Carvalho e João Carlos Pegoraro. Trio Mocotó (1973) é composto por 12 faixas de autoria da banda e de amigos como Jorge Ben, Roberto e Erasmo Carlos.

Essa mistura de referências que marcou muitos artistas do período, foi a principal responsável pelo sucesso internacional do Trio Mocotó, que viveu um novo momento ode sucesso a partir da década de 90, quando o disco de 73 e outros trabalhos foram redescobertos por diggers europeus. Após 24 anos longe dos palcos, em meados de 2000 o grupo voltou a se apresentar para o deleite dos fãs, que atribuem ao grupo a criação do estilo samba-rock. Ouça o disco na íntegra:

A MÚSICA CONECTA. 


Alan Medeiros é publicitário, sócio-fundador do Alataj e nome por trás da Beats n' Lights Management.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS