Who? Caio Magá

A cena de música eletrônica da região metropolitana de Campinas possui grande destaque a nível nacional. Acostumada a receber tanto grandes artistas em clubs consagrados como o Laroc (que gerou um filho recententemente, o Ame, focado somente no underground) quanto festas menores por coletivos cheios de identidade, como a Bicuda, e diversos eventos e festivais que ocorrem na região. A maior cidade do interior paulista virou preferência constante dos amantes de dance music, deixando nada a dever em relação a cenas maiores – pelo contrário. Se antes os clubbers do interior se dirigiam a São Paulo para dançar, agora os paulistamos cada vez mais buscam os clubs de Campinas e região como opção de vida noturna. A região está realmente efervescente.

E a pérola mais evidente deste cenário de consolidação é o Caos, cuja curadoria e espaço de qualidade em pleno bairro industrial está atraindo cada vez mais pessoas de todo o Brasil. Esta jornada de sucesso vai ganhar mais um capítulo na noite de hoje, focada em fortes nomes brasileiros, como Victor Ruiz, BLANCAh, HNQO e Boghosian.

Dentro deste talentoso time discotecário também está Caio Magá, expoente da cena eletrônica local, amante da house music e suas variações, que atua como DJ, produtor musical e promoter de eventos. Seu começo na boa música eletrônica se deu em 2009, aproveitando os sons fora do mainstream que rolavam em festivais como Kaballah, Tribe e XXXperience, e em clubs conhecidos, como o D-EDGE, o Clash e o Club 88. “Na época comecei a escutar trance, vertentes como full on e prog, mas a paixão realmente começou quando tive a oportunidade de escutar ao live do Popof no mainstage de uma Kaballah naquele ano“, conta Caio.

Formado na AIMEC, Caio demorou pouco para seguir carreira na música após se familiarizar com as várias vertentes que tomou como referência. “Mesmo quando era apenas um frequentador das festas, desenvolvi o hábito da pesquisa musical de forma incessante, buscando novos artistas, labels e faixas a todo momento. Logo após formado já estava tocando em festas e clubs de expressão na região de Campinas”, lembra o artista.

Um desses clubs de expressão é o tradicional Club 88 (dos mesmos donos do Caos) a segunda casa de Caio, fazendo parte como residente. “É muito gratificante e inspirador estar próximo desse movimento. Hoje o principal expoente da nossa cena aqui na região é o Caos, que passou a ser passagem obrigatória para os amantes da cultura eletrônica. O club tem uma atmosfera única e vem trazendo lendas como Laurent Garnier, Marcel Dettmanm e Dixon, para citar alguns”, conta.

Entre suas referências, Caio reitera sua ecleticidade, um cara de fases. “Hoje em dia posso dizer que é a disco music. Estou voltando meus olhos a artistas como Dj Harvey, Job Jobse, Tiger & Woods e Gerd Janson. As influências locais foram essenciais para o meu desenvolvimento e a maior delas, que sou fã até hoje, é sem dúvidas a Eli Iwasa, DJ de técnica impecável, versátil e que tem uma leitura de pista como poucos”.

Como produtor de eventos, Caio contribui para a cena de maneira constante, trabalhando com vários núcleos e estilos diferentes. Atualmente participa da Sunday is the new Saturday, que ocorre mensalmente em formato sunset na charmosa drinkeria Sàla 575. Outro de seus projetos é a Bliss Music, também voltado ao house e suas vertentes.

Em vista da sua estreia no Caos, Caio deixa seu convite: “serei responsável pelo warm up da noite, algo que gosto, tenho experiência e sei a responsabilidade e importância que isso tem na noite. A expectativa é das melhores possíveis, é uma grande satisfação fazer parte do seleto grupo de artistas que já comandaram aquela pista”.

Saiba mais sobre o evento aqui e prestigie a estreia de Caio Magá no Caos.

A música conecta.


Equipe de reação do portal Alataj, focada em levar conteúdo cultural ao público antenado na música eletrônica.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
SIGA-NOS