Special Series | Jayda G

Jayda G não passa despercebida onde quer que esteja ou em qualquer frente em que atue. Você pode até pensar que a gente afirma isso por sua presença feminina imponente, a performance energizante, sets entusiásticos ou produções de alta qualidade. Mas não, não é só isso. Jayda traz uma profundidade magnífica e exemplar em seu propósito de vida porque entende que, enquanto propulsora de boa música e influenciadora no mundo do entretenimento, ela pode muito mais do que proporcionar bons momentos. Ela pode passar uma mensagem inspiradora e de grande valia no mundo em que vivemos hoje. Música e ativismo ambiental caminham juntos com essa grande artista que você precisa conhecer mais de perto.

Nascida no Canadá, Jayda Guy cresceu em meio à florestas, rios, montanhas e muito ar fresco em uma pequena cidade da província da Colúmbia Britânica. Assim como as figuras mais proeminentes do cenário mundial eletrônico, ela já tinha contato com instrumentos musicais desde cedo, estudando piano clássico e violino, além de já estar familiarizada com estilos musicais como R&B, Blues e Jazz. Foi em 2010 que a jovem decidiu buscar seu próprio estilo sonoro e garimpar discos e, por consequência, mixá-los. A House Music acertou ela em cheio! Os anos foram se passando e Jayda foi se aprofundando cada vez mais no gênero. Foi aí que decidiu que sua carreira deveria começar de fato em um lugar que proporcionasse um espaço digno entre os artistas. 

Em Vancouver, Jayda conheceu o reconhecido seletor musical Fett Burger, com quem organizou diversos eventos e, anos depois, fundou a gravadora Freakout Cult. Foi pelo label que ela deu início à sua carreira enquanto produtora, lançando alguns singles e EPs que já mostravam sua capacidade musical. Além disso, a artista encantava todas as pistas por onde passava com uma energia sem igual em suas apresentações, dançando e cantando com uma vitalidade e entusiasmo sem limites.

Mas as raízes em meio a natureza não a abandonaram ao longo dos anos e aí é que encontramos a grande mágica por trás dessa figura tão incrível. Jayda completou em 2018 um mestrado em Recursos e Gestão Ambiental especializado em toxicologia ambiental, onde investigou os efeitos da atividade humana nas baleias assassinas do Mar Salish, em Vancouver – na sua Colúmbia Britânica. Foi também o ano em que ela terminou de gravar seu álbum de estreia. A partir desse momento ela decidiu unir suas duas grandes paixões em uma série de projetos dentro e fora da música.

Seu debut álbum intitulado Significant Changes é uma homenagem à frase mais usada em sua tese de mestrado. Nele você encontra diversas referências de seu ativismo ambiental. Destaque para a faixa Missy Knows What’s Up, onde ela inclui um pedaço de gravação de uma palestra da bióloga canadense Misty Macduffee: “Por que essas baleias estão ameaçadas e o que vamos fazer?”

Em uma entrevista Jayda G disse “Não sei se as pessoas no mundo da música eletrônica vão querer falar sobre o meio ambiente, mas acho que devo tentar! Eu acho que é nosso dever usar uma plataforma como essa de uma maneira positiva, essa é a nossa responsabilidade social “. Além dessas mensagens em suas produções, Jayda G também criou o projeto JMG Talks em Londres, uma série de bate-papos que buscam oferecer aos jovens cientistas uma plataforma para discutir seus trabalhos acadêmicos e jornadas pessoais.

Em paralelo a movimentação exemplar, Jayda hoje residente em Londres e já conquistou as melhores pistas de dança do mundo, incluindo o time vanguardista do Dekmantel – festival que lhe proporcionou o grande impulso da sua carreira como DJ. As produções também seguem caminhando brilhantemente. Seu último lançamento é o EP Both of Us, pela respeitada Ninja Tune, com uma faixa tão energizante quanto ela mesma.

O mundo precisa de mais pessoas como Jayda G, honestamente. Que seu exemplo enquanto ser humano ecoe não apenas através de sua música mas igualmente através de uma mensagem e batalha conscientizadora, humanizada e com um propósito inspirador. Jayda não passa despercebida onde quer que esteja ou em qualquer frente que atue. Entendeu o por quê?

A música conecta.